quinta-feira, maio 24, 2007

elementos programados ?!


...'Sandro Perri' é um músico que vive por 'Toronto' e desde 2000 vem fazendo um som experimental e eletrônico. Apesar de participar de alguns projetos com 'Eric Chenaux', com 'Craig Dunsmuir' no 'Glissandro 70', com o 'Great Lake Swimmers', é com o nome de 'Polmo Polpo' que vem lançando seus registros desde 2002 com 'The Science Of Breath' e 2003 com 'Like Heart Swelling'. Músicas instrumentais, 'Dark/Ambient/Techno', com muito Loops, Drum Samples convivendo com o Cello, Acordeom, Guitarra Slide. Confesso que o som não é de todo meu agrado, até o 'Sandro Perri' ter recrutado alguns amigos, selecionado algumas músicas do álbum 'Like Heart Swelling', colocado letras em algumas faixas instrumentais e executado-as com um violão dos mais Folk, no EP de 5 belas canções, 'Sandro Plays Polmo Polpo'.
'Sandro' finaliza este mês uma curta temporada na Inglaterra.
Via 'Torture Garden',

Dreaming
Circles
Dreams ('Fleetwood Mac' Cover)




... A outra metade do duo norueguês 'Kings Of Convenience', o guitarrista 'Erlend Oye', junto do seu Projeto alemão 'The Whitest Boy Alive', lança em 21/Junho seu debut, 'Dreams'. Inicialmente a banda era eletrônica, mas até chegar a confecção do disco o pessoal abandonou os elementos programados e o resultado ficou bem agradável. My Space .

Don't Give Up
Figures

Ah, e os outros 50% do 'Kings', 'Eirik Glambek' (que faz uma linda participação vocal no disco da 'Feist', na última faixa do 'Reminder', 'How My Heart Behaves'), vai bem obrigado com um outro grupo, 'Kommode', que inclusive abriu alguns shows ano passado do 'The Whitest Boy Alive' na Escandinávia.

Hora de suas Majestades prepararem o 4º álbum para comemorar os 10 anos de banda.

Kommode - Patient
Kings Of Convenience - Little Kids (Ladytron Remix)





...'Christian Kiefer' já foi chamado de 'The Inventor Of The Country Ambient'. Esse Californiano vem passeando por diversos gêneros e experimentos, mas sempre com texturas delicadas, um violão Folk proeminente. Foi assim em 1999 quando lançou seu primeiro trabalho 'Welcome To Hard Times', bem acolhido, principalmente na Europa. Em 2002 soltou uma peça épica minimalista, 'Exodust'. Um ano depois o acústico 'Medicine Show'.
Do ano passado pra cá já participou de 4 Projetos. 'Czar Nicholas is Dead', um instrumental 'Ambient'. O introspectivo 'Dark Folk' de 'The Black Dove' em colaboração com a inglesa 'Sharron Kraus', com ares de 'Bert Jansch' com 'Nick Cave'. Um duo de violões ao lado de 'Tom Carter' (do grupo 'Charalambides'). E 'Dogs & Donkeys' com convidados como 'Low' e 'Wilco'.

"I have one thing to say about Christian Kiefer: It’s GREAT to hear new music!" Thurston Moore

Se não bastasse, ainda sobra tempo para 'Kiefer' escrever Poesias, Ficção, Ensaios sobre Música, Trabalhos Acadêmicos e lecionar. Ele é PHD em Literatura Americana.

Where We Are

Blue and red signs

come to us from darkness,

wash to separate the sky

from the scorpion,

reenter it too slowly.

The hexagrams are broken

by diners and truckstops.

Lizards slip away,

once again entering their dreams.






Tom Carter & Christian Kiefer - Unknown Foxen/07
Yurovsky's Lament/06
Crow Jane/99
Stumble/03

segunda-feira, maio 21, 2007

Four Women


(Para as 'Mulheres em Vanguarda')



...A canadense 'Feist' lançou seu terceiro álbum de estúdio, o aprimorado 'The Reminder'. Distante do primeiro 'Monarch'/99 e de suas aventuras com o grupo 'Broken Social Scene'. Próximo a sua participação apaixonante no álbum de 2004 do grupo norueguês 'Kings Of Convenience', mais próximo ainda ao ecletismo de seu trabalho de três anos atrás, o forte 'Let It Die'. 'Feist' passeia por estilos com tamanha desenvoltura e encantamento, e ainda é dona de uma voz que a difere da maioria da cena indie. Abre o disco com uma levada 'Bossa' em 'So Sorry', mas tem em 'My Moon My Man', uma das mais fortes em um trabalho mais intimista, seu primeiro single. Às vezes soando doce como na canção folk, 'The Park'. Às vezes alegre como na faixa '1,2,3,4'. Mais alegre ainda na balançada 'Past In Present'. Inventiva na 'recriação' de um clássico da 'Nina Simone', 'Sea-Line Woman', aqui 'Sea Lion Woman'. Profunda na bela 'The Water'. Tocante na linda 'The Limit To Your love', assim como na intensa 'Honey Honey'. Um discão pra não esquecer mais.

The Limit to Your Love
The Park (live Kcrw/Maio-07)
So Sorry (live at the BBC)
The Limit to Your Love (live at the BBC)



...É, mas ser considerada a mais bela voz do Canadá, 'Feist' tem que disputar com a sensual 'Margo Timmins' do grupo 'Cowboy Junkies', e seus 22 anos de banda. O 'Cowboy' surgiu em 1985 em Toronto com os irmãos 'Margo', 'Michael' e 'Peter', mais um amigo 'Alan'. Lançaram o primeiro trabalho um ano depois, 'Whites Off Earth Now', que inclusive ganhou uma reedição especial final do ano passado. Mas foi com o trabalho 'The Trinity Session' gravado em apenas um dia, com um só microfone, numa igreja de 'Toronto' em Novembro/87 e lançado no ano de 1988 que a banda ficou conhecida por sua mistura delicada de blues, gospel, folk, não tão usual nos grupos da época.

Para comemorar os 20 anos do álbum 'The Trinity Session', o grupo fará uma apresentação em Londres, dia 10/Outubro, dentro do Evento 'All Tomorrow's Parties Festival - Don't Look Back', que apresenta performances de determinados discos na íntegra (o 'Sonic Youth' vai executar o 'Daydream Nation' em Agosto e o 'House Of Love', seu clássico primeiro trabalho, em Setembro).

Mas nem só 'Revivals'... Já são vários discos e este ano viu surgir mais um, o 11º de estúdio, 'At The End Of Paths Taken', com o mesmo som cativante de outrora. Arranjos sutis, cordas, teclados, efeitos... Talvez as cordas estejam mais presentes, ouvi menos a harmônica, mas o que dizer da forte levada de guitarra de 'Cutting Board Blues', com um solo rasgado e com 'Margo' fazendo a própria 'P.J.Harvey' pedir clemência. 'My Little Basquiat' (ótima guitarra também) e 'It Really Doesn't Matter Anyway' são as minhas preferidas, e ambas têm uma leve atmosfera meio trip hop. A faixa 'Follower 2' é outro ponto alto. Claro, não dá pra ficar comparando com o som do início, ou dos 90, nem dando ouvidos a críticas pouco verossímeis como a da 'Pitchfork', que vem se especializando em dar 'notinhas' baixas para provar ser 'modernosos' e 'diferentes'.
O quarteto encerra o álbum após o experimentalismo de 'Mountain' com 'My Only Guarantee' dizendo:

'Strange how things
Come about
Will I ever know
How things turn out
A bigger wish I've never known
A bigger question I'm trying to hone
My only guarantee: I will fuck you up'


Cowboy Junkies - The Post('Dinosaur Jr'. Cover)
Cowboy Junkies - Come Calling (live)





...Dez anos após lançar um álbum tributo a 'Ella Fitzgerald', 'Dear Ella'/97 (inexplicável não conter uma do 'Jobim'), 'Dee Dee Bridgewater' (para muitos, ao lado de 'Dianne Reeves', a melhor e mais completa cantora de Jazz da atualidade) lançou o álbum 'Red Earth - A Malian Journey'. Após fazer um disco voltado ao cancioneiro francês, 'J'ai Deux amours'/05, com clássicos eternos como 'Avec Le Temps' (do anarquista 'Léo Ferré'), 'La Mer', 'Ne Me Quitte Pas'...'Dee' explora a musicalidade do 'Mali', em canções como 'Bambo' ('No More'), canção de forte mensagem política e social que nos anos 60 levou o governo do Mali a abolir os casamentos forçados, ou no dueto com 'Oumou Sangaré' em 'Djarabi' ('Oh My Love'). Ainda presta uma bela homenagem a 'Nina Simone' cantando 'Four Women'.




...Tenho citado tanto a 'Nina Simone' ultimamente, deve ser a lembrança de que cinquenta anos atrás, 1957, com 24 anos, ela estava a gravar seu primeiro disco, o antológico 'Little Girl Blue', com clássicos do calibre de 'I Loves You Porgy', 'Mood Indigo', 'Don't Smoke In Bed', 'He Needs Me' e seu maior hit 'My Baby Just Cares For Me'. Disco que tornaria a jovem 'Nina Simone' conhecida e reconhecida como uma grande pianista, cantora de voz única e compositora respeitada. O disco, apesar de Clássico, foi uma dor de cabeça pra 'Nina' que perdeu milhões com uma resolução precipitada de vender barato os direitos das canções para a gravadora 'Bethlehem'.
Abril passado, mais precisamente dia 21, fez 4 anos que a Diva de gênio difícil, 'Alta Sacerdotisa do Soul', Doutora, sim, 'Honorary Doctor in Musicology and Humanities', nos deixou, aos 70 anos de idade.

Ainda sem diretor, mas com roteiro pronto, um filme sobre a vida de 'Nina' deverá ser rodado por estes anos (?) e o papel ficará a cargo da cantora de R&B 'Mary J Blige'.

Boa pedida é o DVD com uma das 4 apresentações de 'Nina' no Festival em 'Montreux', 1976.


Nina Simone - Little Girl Blue
Mr. Bojangles
Sinnerman


VÍDEOS

For All We Know(61)

Four Women (Fest Jazz Antibes/65)
My Baby Just Cares For Me (Live Montreux/Anos 80)

Mais 2 momentos memoráveis.:

For A While
If I Knew


"Conto apenas o que vi, não o que vejo (não sei repetir)"
(Clarice Lispector)

domingo, maio 20, 2007

Outras...



...'Nick Cave' tem um novo cd e um novo Projeto, 'Grinderman', contando com três companheiros de 'Bad Seeds' (sem o 'Blixa') mas com uma sonoridade diferente, algo lembrando o tempo em que ele lançava discos com o nome de 'Birthday Party', ou seja, pesado, sujo, cru, direto... Talvez pelo fato de pela primeira vez 'Nick Cave' estar assumindo mais a guitarra e deixando o piano de lado.
Os músicos farão alguns shows com o Projeto, mas já estão trabalhando no novo álbum do 'Bad Seeds'. Saudades mesmo eu tô é daquelas baladonas do 10ºdisco lançado como 'Bad Seeds', uma década atrás,'The Boatman's Call'/97.

Grinderman - Honey Bee (Live On Later)




...A estréia em CD foi em 2005, com o bem criticado (na lista dos melhores do ano da 'Uncut', 'Mojo' e a revista francesa 'Magic') álbum 'Hal', nome também do grupo formado pelos irmãos irlandeses 'Dave' e 'Paul Allen', com uma sonoridade 'Beach Boys', 'Paul McCartney'. O 'Dave' se encarrega dos vocais, meio nasalado, abusando dos falsetes. Agora os meninos do 'Hal' prometem um novo trabalho e já disponibilizam no 'My Space' uma nova música:


Hal -
Who's Gonna Come





...Em Fevereiro passado foi lançado um trabalho encantador, 'Songs For The Young At Heart', um Projeto de 'Stuart Staples' e 'Dave Boutler', metade do grupo 'Tindersticks', com composições 'voltadas' às crianças, canções 'quase' para ninar, como a de abertura 'Theme For The Young At Heart'; 'rimas infantis', coro de crianças em 'Uncle Sigmund's' ao lado de 'Robert Foster', lembranças dos tempos de infância na escola ou em casa ouvindo rádio. Um disco suave, feito com esmero e participações especialíssimas de 'Bonnie Prince Billy' na bela 'Puff, The Magic Dragon', de 'Stuart Murdoch' na tristinha 'Florence's Sad Song'. Tem ainda 'Jarvis Cocker' lendo uma história, e claro, o 'Stuart Staples' com sua voz maravilhosa cantando duas lindas canções 'Hushabye Mountain' e 'Hey, Don't You Cry'.

Aqui consegue-se ouvir todo o trabalho, ou no site do 'Stuart'.

Tindersticks - Kathleen (Live)
Tindersticks - Raindrops (Live )

Algumas...

...'Marc Almond' de volta ao disco, depois daquele grave acidente de moto em 2004 que quase o vitimou, e lança dia 4/Junho um álbum dedicado a 'covers', 'Stardom Road', mas trazendo uma música inédita,'Redeem Me' .'Marc' Vai do crooner anos 50. Passa pelo som das grandes orquestras anos 60. Explora o Pop Glam anos 70. E, claro, passeia pelo estilo eletro anos 80, praia de sua antiga banda 'Soft Cell'. O primeiro single é o dueto com a cantora 'Sarah Cracknell' do grupo 'St Etienne' em 'I Close My Eyes And I Count To Ten', de 'Dusty Springfield', mas a parceria com 'Antony' na triste 'The Ballad of the Sad Young Man' (já 'coverizada' pelo 'Renato Russo' em 94 no álbum 'The Stonewall') éééé... 'listen':

Marc Almond - The Ballad of the Sad Young Men (com Antony Hegarty) Via 'Modern Music'.




...Este ano o grupo Norte-Americano 'Death Cab For Cutie' completa 10 anos de existência. Final do ano passado a banda encerrou a Tour do álbum 'Plans' (05).
Pausa no 'Death Cab', e já preparando material para o seu outro Projeto 'The Postal Service', o guitarrista 'Ben Gibbard' está realizando uma curta turnê solo pelos States, fazendo um apanhado de toda a sua carreira e incluindo alguns covers no 'set list'.

Aqui se ouve o show em 'Washington', 10/Maio passado.

Em sua página (Aqui), 'Ben' declara estar extasiado com a música do 'Popol Vuh' (formado pelo guitarrista 'Florian Fricke' no fim dos 60, mais conhecido por suas trilhas para 'Aguirre', 'Fitzcarraldo' e 'Cobra Verde' de 'Herzog').

Aqui uma apresentação solo de 'Ben' em NY, Novembro/02.

Girls Just Wanna Have Fun (Cyndi Lauper cover): mp3

O blog 'Música Social' disponibilizou um show do 'Death Cab' em Boston, Novembro/06.

Your Heart Is An Empty Room
Lightness

E Aqui uma apresentação de 'Ben Gibbard' em 'Massachusetts', 7 de Maio de 2007.

Harvest Moon (Neil Young cover)
All Apologies (Nirvana cover)





...O Blog Português 'Sound+Vision' publicou uma entrevista com o cantor 'Rufus Wainwright' . Entre os bla bla bla, 'Rufus' comenta que possui todos os discos de sua mãe (a cantora 'Kate McGarrigle'), considerando os três primeiros como clássicos do gênero, e diz, 'os primeiros do meu pai são também incríveis. É uma grande herança' (o cantor 'Loudon Wainwright III'). Fala,ainda, de uma de suas maiores influências fora a Ópera, 'quando comecei a ter a consciência que ia escrever canções, o que se deu por alturas da ida para a universidade, foi a Nina Simone. Quando ouvi o seu trabalho soube que havia um lugar para mim no mundo da pop'.

Na íntegra: Partes 1, 2, 3 .

O 'Wainwright' Pai está lançando um novo trabalho dia 22/Maio, a trilha do filme 'Knocked Up' do diretor 'Judd Apatow', 'Strange Weirdos'.


Rufus com Antony & the Johnsons - What Can I Do





...falando em entrevista, a Revista '3:AM' publicou uma bem interessante com o músico 'John Darnielle', do grupo 'The Mountain Goats', relacionando Literatura & Música. 'John', considerado por muitos um dos melhores compositores da terra do Mestre 'Dylan', comenta que o escritor 'John Berryman' é uma de suas maiores influências para escrever letras. Responde a difícil pergunta de que único autor leria no resto de sua vida, 'Joan Didion' No question about it. Best American novelist maybe ever. Esclarece que não foi influenciado pela Geração Beat e que nem leu 'On The Road'. Na escola lia mais 'Faulkner' e 'Paul Célan'. Cita um livro de 'Houellebecq' sobre o escritor 'Lovecraft' como um dos últimos que leu, juntamente com uns 'André Gide' do início (mui provável o idílico 'Frutos da Terra'). Responde, também, que “Pale Green Things”, do álbum 'The Sunset Trip'/05, é provável um exemplo de letra mais profunda.

"My sister called at 3 AM
Just last December
She told you how you'd died at last, at last
That morning at the racetrack
Was one thing that I remembered
I turned it over in my mind
Like a living Chinese finger trap
Seaweed in Indiana sawgrass
Pale green things"

'John Darnielle' já tem 14 músicas prontas para o sucessor do álbum 'Get A Lonely'/06.
Aqui a entrevista completa.

The Mountain Goats - Love Love Love
The Mountain Goats - Half Dead

sexta-feira, maio 18, 2007

Ceremony



"This is why events unnerve me,
They find it all, a different story,

Notice whom for wheels are turning,

Turn again and turn towards this time,

All she ask's the strength to hold me,

Then again the same old story,

Word will travel, oh so quickly,

Travel first and lean towards this time."







(Esse é o porque o êxito me desanima
Eles encontram tudo como uma história diferente

Notando para quem as rodas estão girando

Girando novamente e girando para esse tempo

Todas as peguntas dela são a força para me abrançar

Depois novamente a mesma velha história

Desejando viajar com palavras
- Oh tão rap
idamente
Viajando primeiro e apoiando nesse tempo)


('Joy Division')



“Ceremony”

News

...Os Suecos são sempre bem vindos! 'Sondre Lerche', 'Jens Leckman', 'José González' (vindo ao Brasil em Junho),'The Knife'... Mas uma figura chamada 'Pelle Carlberg' já aprontava bem antes desses citados terem pensado em gravar discos.
Entre 1988 e 1993 foi membro de uma banda chamada 'Amanda Om Natten', formada em sua cidade natal, 'Uppsala', estilo 'The Smiths'.
Já em 1998, residindo em 'Estocolmo', 'Pelle' forma o grupo 'Edson' (nome em homenagem ao jogador 'Pelé') e um ano seguinte grava o EP 'Sunday Lovely Sunday'. Em 2001 lança o 1º cd 'Unwind With Edson'. Em 2002, 'For Strenght'. E em 2003, 'Every Day, Every Second'.

Em 2005 'Pelle Carlberg' decide se lançar solo com 'Everything Now!'. Influenciado por 'Cat Stevens', 'Simon & Garfunkel', 'Abba'... o som lembra o estilo 'Belle & Sebastian', ou de seu conterrâneo 'Acid House Kings'.

"Pelle Carlberg is the new, sweet voiced, string-dappled conqueror in town." - MAGNET MAGAZINE

Agora em Março soltou seu 2º trabalho solo, 'In A Nutshell'. Faixas como 'I Touched You At The Sound Check', e a linda balada, com apenas um violão e um vocal inspirado, 'Why Do Today What You Can Put Off Until Tomorrow?', tocam fundo.

Aqui consegue-se o Download do álbum 'In A Nutshell'. ('My Space')


Go to Hell, Miss Rydell/05
Middleclass Kid/07
I Love You, You Imbecile/07




...Também com ares de 'Belle & Sebastian', 'Elliot Smith', o escocês de 'Glasgow', 'Ally Kerr', tem despertado boas críticas.
"one of the most interesting and creative musicians working in the country right now" .

Exagero?! o saudoso 'John Peel' já havia se encantado com o Ep 'Midst Of The Storm'. Agora o carinha, que já estourou no Japão, com o lançamento ano passado do seu debut 'Calling Out To You', tem um single lançado na praça 'Could Have Been A Cotender'.

Uma pequena amostra:
And all the stars above us will remember
Without you

E no 'My Space'...






...E de 'Dallas' vem o jovem de 22 anos, 'Daniel Folmer', que em menos de seis meses lança dois cds, 'Wear Headphones'/06 e 'Gloria'/07, tocando todos os intrumentos (guitar, synth, bass, vocals, beats, piano) exceto bateria. 'My Space'

"Folmer incorporates elements of Neil Young, David Bowie and even old-school country into his minimalist compositions. Folmer's fragile tenor dances across the skeletal backdrops like a resurrected Nick Drake fronting Yo La Tengo". - Dallas Observer


Serotonin




...E
por lembrança, em Março passado 'Bonnie 'Prince' Billy' lançou mais um Ep 'Strange Form Of Life'.

Strange Form of Life
Strange Form of Life (Vídeo)

E Aqui uma apresentação de Bonnie “Prince” Billy & The Harem Scarem band - Queen’s Hall, Edinburgh, Scotland, dia 12/Abril/06.

Love Comes To Me

terça-feira, maio 08, 2007

Curtas

...O grupo 'Counting Crows' tem disponibilizado no 'My Space' alguns covers gravados em 2002, nas sessões de 'Handy Candy', e que podem se transformar em um álbum. O tão prometido novo trabalho, o quinto de estúdio da banda, continua a ser aguardado para 2007. Algumas sessões de gravação contou com a participação do produtor 'Gil Norton', o mesmo do 'Recovering The Satellites'/96. Felizes, também, com a criação da gravadora 'Tyrannosaurus Records', que mês passado lançou o disco 'perdido' dos 'Himalayans' (primeiro grupo do vocalista 'Adam' antes de se transformar em 'Counting Crows'), lançam dia 15/Maio o primeiro grupo 'Blacktop Mourning' e seu debut 'No Regret'.

O 'Counting' se apresenta dia 21/Junho num Festival de 'Bluegrass' no Colorado.
Via 'I Am Fuel':

Ooh La La (Faces cover)
Blues Run The Game (Jackson Frank cover)




...O inglês 'Richard Walters' lançou em Fevereiro/07 seu segundo EP, 'The Pilot Lights'. Em 2004 quando soltou o EP 'Umbrella Songs' recebeu críticas calorosas por seu P
op suave e voz frágil. E não é diferente agora:

"...simple, stunning twilit songs of sadness, some autobiographical, others simply stories... Not just an EP, `Pilotlights’ is a genuine treasure." - Nightshift Magazine

"Walter’s songs are vulnerable and very human...give him time and Richard Walters could be a really wonderful and affecting artist." - Disorder Magazine

'Richard'
divide ainda o Projeto 'Mono Band' com o guitarrista dos 'Cramberries', 'Noel Hogan'. A estréia em Cd foi em Maio/2005. Um novo Ep, 'Black Rain', com produção de 'Bernard Butler' ('Suede'), deverá ser lançado ainda este ano.
O garoto de 24 anos vê uma de suas músicas 'All At Sea' se tranformar em Hit nos 'States' após entrar no seriado 'CSI:Miami'.
Vale uma visita: 'My Space/Richard Walters' e 'My Space/Mono Band'.

We Have Your Head
Iceskaters



...Uma curiosa 'mistura' entre 'Nick Drake' com “Northern Sky” e 'Marvin Gaye' com “Let’s Get it On.” (Via 'You Aint no Picasso')

Marvin Gaye & Nick Drake - Northern Soul





(...)


"Fly me to the moon
And let me play among the stars

Let me see what spring is like
On Jupiter and Mars

In other words hold my hand..."


Frank Sinatra - Fly Me To The Moon


(12.Dezembro.1915 - 14.Maio.1998)

segunda-feira, maio 07, 2007

Good (?) News...

...Nem tudo é tão encantado assim... Cinco anos após seu último trabalho, 'Art Garfunkel' lançou em Janeiro/2007 'Some Enchanted Evening', seu 12º da carreira solo e uma 'homenagem' aos grandes compositores do Século XX. Mesmo contando com a produção de 'Richard Perry', com quem trabalhou em 1975 no prestigiado disco 'Breakaway', o novo álbum é muito enfadonho, moroso. Nem as versões para 'Someone To Watch Over Me' ou 'Quiet Nights or Quiet Stars' (Corcovado') trazem algo de diferente. Quando o disco chega, enfim, ao seu final é que talvez estejam as duas boas versões, mas igualmente tediosas, para as clássicas 'What I'll Do' e 'If I Loved You'. Melhor mesmo que o projeto de canções inéditas da dupla 'Simon & Garfunkel' aconteça.



...Não desencantado, mas quiça esperasse um pouco mais do novo disco do 'Marillion'. Depois de um discão como o duplo 'Marbles' (04), com algumas longas canções e aquelas tradicionais passagens progressivas que marcaram o estilo da banda, 'Somewhere Else', me parece ainda mais Pop do que de costume. Talvez eu sinta falta daquele clima mais 'sombrio' que o produtor 'Dave Meegan' tenha dado ao 'Marbles' em relação ao clima mais 'moderno' do novo produtor 'Mike Hunter'. A faixa 'A Voice Of The Past' é um bom exemplo do que quero dizer. Juntamente com ela, mais a canção que abre o disco, a forte 'The Other Half'; mais a belíssima faixa título 'Somewhere Else' e 'The Wound', provavelmente a mais 'Marillion' de todas, são os melhores momentos de um álbum simples, diria até 'direto', em se tratando do 'Marillion'. 'Steve H' continua cantando muito como se vê na faixa 'The Last Century For Man'. A música que encerra o disco, a suave 'Faith', é da época do 'Marbles', que o grupo já a apresentava em alguns shows.
Em Tour: Maio, Europa. Junho, Reino Unido.





...Os fãs do 'Rush' desejam eternamente uma volta ao som fase 'A Farewell To Kings'/77 (pôxa, 30 anos desse clássico álbum!) ou 'Hemispheres'/78, ou...

Cinco anos atrás com 'Vapor Trail' falou-se muito que isso havia acontecido com o som do grupo. Pra incendiar mais, comemorando os 30 anos de estrada, lançaram 'Feedback' com covers dos anos 60.
Eis que agora, mais precisamente 1º/Maio, o trio lançou aquele que possivelmente mais se aproxime ao que eles fizeram nos anos 70, consequentemente o que os fãs ansiavam tresloucadamente.
'Snakes & Arrows' é de longe um dos melhores momentos da carreira do grupo.
Discão! Mas sem comparações, digamos, citações...

A faixa de abertura, 'Far Cry', já nasceu clássico do repertório do 'Rush', com acordes de 'Hemispheres', mas poderia tranquilamente fazer parte do disco de 1980, 'Permanent Waves', peso e um primeiro 'single' com tamanho impacto como não se ouvia desde... 'Show Don't Tell' ? Do disco 'Presto' (89).
As instrumentais são peças esmeradas, principalmente a arrebatadora 'The Main Monkey Business'... As músicas estão com variações bem 'costuradas', e exceto o dedilhado de 'Hope', o disco é pesado. Mesmo nas passagens mais suaves dá pra sentir a atmosfera de Power Trio e ecos de diversos trabalhos da banda:'Hemispheres', 'Permanent Waves', 'Hold Your Fire', 'Roll The Bones'. E o 'Geddy' está cantando muito, com total controle do seu timbre particular, mas se utilizando de alguns truques e nuances vocais.
Baixo, batera e guitarra... Show!
Há se falar nas letras, abordando fé, religião, Oriente Médio, provavelmente o melhor punhado de escritos do baterista 'Neil Peart' desde...
Assim como o novo fôlego que o produtor 'Nick Raskulinecz' ('Foo Fighters', 'Shadows Fall') imprimiu ao som da banda.

Acho 'Faithless' bem com ares do disco 'Moving Pictures'/81 e tem um lindo solo. Acho 'Bravest Face', e 'Alex' com uma levada diferente no violão, uma música mais ousada, que parece diferir um pouco do estilo da banda, e tem um solo mais relaxado, 'blueseiro'. 'Alex' se mostra ainda mais diversificado em bases e solos, violões e guitarras. Um álbum com algumas de suas melhores performances.

O reflexo desse brilho todo pode se enxergar no êxito da música 'Far Cry', o single de maior sucesso do 'Rush' em uma década. E os ingressos para a nova tour, que começa dia 13/Junho em 'Atlanta', já teve um aumento de 35% .


Rush - Far Cry
Rush - Faithless

Rush - Tom Sawyer (1981)

"Someone said they'd never fear a thing
Well I do
And I'm afraid enough for both of us
For me and you
Time, if nothing else, will do its worst
So do me a favor and tell me the
good news first"
('Good News First')

"Tin soldiers and Nixon coming,
We're finally on our own.
This summer I hear the drumming,
Four dead in Ohio."



...Semana passada uma data foi lembrada por muitos. Os 37 anos do assassinato de 4 estudantes que participavam de uma manifestação pacífica contra a guerra do Vietnam, pela polícia, no Campus Universitário de 'Kent State', no estado de 'Ohio'.
Os 4 primeiros dias desse Maio de 1970, acabariam por modificar a opinião pública em relação a guerra e o início propriamente dito para o seu término.

O acontecimento produziu também uma das músicas mais viscerais de Protesto, escrita por 'Neil Young' e gravada pelo quarteto 'Crosby, Stills, Nash & Young': 'OHIO'.

Aqui lê-se mais sobre o tema.


Falando de 'Neil', que desde Setembro do ano passado vem soltando parte do 'Box Archives', promete para o segundo semestre a 'primeira parte' 'Archives - 1963/1971', composto de 8 Cds e 2 Dvds, fase que vai do 'Squires', passando pelos grupos 'Buffalo Springfield' e 'Crosby, Stills, Nash & Young', até o início de sua carreira solo e gravação do primeiro álbum.
Primeiro foi o 'Live At Filmore East/70' , lançado em Set/06. Agora em Março soltou o líndíssimo show gravado em Toronto, 'Live At Massey Hall/71' (velho conhecido do mundo dos Bootlegs em vinil duplo), versão Cd com Dvd, em que apresenta parte do material que iria compôr o álbum 'Harvest', em interpretações inspiradíssimas. Aliás o produtor 'David Briggs' queria que esse show fosse lançado na época logo após o álbum 'After The Gold Rush' e antes do 'Harvest', o que 'Neil' muito encantado com a produção, orquestra e tudo mais, preferiu abortá-lo.
'Massey Hall' contêm outras tantas preciosidades que seriam lançadas posteriormente em outros discos do artista, como a tocante (e essa versão mais ainda) 'Love In Mind' do 'Time Fades Away'.

Neil Young - Down By The River

Aqui um pequeno, mas deleitável, trailer do que virá por Setembro/Outubro, como previsto.

Via 'Captain Dead' algumas músicas gravadas em 1972 na BBC.

out on the weekend
dont let it bring you down
love in mind

...Ah, e depois de anos de 'Backing-Vocals', a esposa de 'Neil', 'Pegi Young' gravou um disco só seu. Bem, nem tão só seu assim. O marido toca em todas as faixas. O primeiro solo de 'Pegi' será lançado dia 12 de Junho.

Rufus... 'Release The Stars'

"I'm going to a town that has already been burnt down
I'm going to a place that has already been disgraced
I'm gonna see some folks who have already been let down
I'm so tired of America".


Ele tem uma das vozes mais bonitas da nova geração do pop. Ele canta suave, pronunciando as palavras como se as abarcassem carinhosamente, extendendo sílabas com um fôlego quase 'operístico'. Canadense/Norte-americano, filho do cantor 'Loudon Wainwright III', irmão da cantora 'Martha Wainwright', 'Rufus Wainwright' lança seu 5º e tão aguardado álbum 'Release The Stars'.
A música de trabalho é uma das mais belas do disco e de seu repertório, 'Going To A Town', bem na linha da inestimável 'Poses', do álbum de mesmo nome de 2001.
O piano, claro, se sobressae aos demais instrumentos como na faixa 'Leaving For Paris nº2' que já fazia parte do repertório dos shows e até então não havia sido gravada. Mas estão aí os arranjos de cordas ('Nobody's of the Hook'); de orquestra ('Do I Disappoint You?'); coro na faixa título 'Release The Stars'; citações do 'Fantasma da Ópera' na balançada 'Between My Legs'; humor na história do seu encontro com o vocalista do 'Killers', 'Brandon Flowers', em 'Tulsa'; lamento na balada 'Not Ready To Love'...

Três anos após o belo 'Want Two', talvez o novo álbum pareça irregular, com a predominância de instrumentos muitas vezes encobrindo os pontos altos de 'Rufus', voz e letras. Para quem se dedicou a reviver o célebre repertório de 'Judy Garland' ano passado, era de se esperar algo mais contundente a primeira vista, algo repleto de emoção, como o single 'Going To A Town', que não indica o caminho das águas. Talvez, ainda, o próprio 'Rufus', que produziu o disco, mesmo com a ajuda do produtor 'Neil Tenant' ('Pet Shop Boys'), já sentisse que seu novo trabalho 'Release the Stars', a ser lançado próximo dia 15/Maio, provocasse algumas celeumas, tanto que abre o disco com uma canção/pergunta 'Do I Disappoint You?'... Bem...

Esta semana 'Rufus' se encontra na Inglaterra para divulgação do trabalho pelas rádios e televisões da ilha. Próxima semana, shows.

Aqui uma apresentação na Rádio KCRW dia 1º/Maio com banda.

"Do I disappoint you, in just being human?
(...)
'Cause, baby, no, you can't see inside
No, baby, no, you can't see my soul
Do I disappoint you?"

Going To a Town
Not Ready to Love

Vibrate (2003)

THE END